segunda-feira, 31 de agosto de 2009

DÚVIDA INQUIETANTE

.


.
O velho e astuto barman tem razão, uma vez mais, nesta sua inquietante dúvida.


.
in Público SG 31.08.2009/Opinião/Bartoon/Luís Afonso

.

FINALMENTE ACORDOU!

.
ouviu-se cá o rugido do leão, ontem, em Coimbra

.
Não era sem tempo.
E não se sabe se é para continuar.

Esperemos que seja.


.
.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

«MENSAGEM DE UMA ASSOCIAÇÃO… DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO»?

.


.
«Mención especial merecen los carteles de Ferreira Leite que jalonan las carreteras portuguesas. "Não desista. Todos somos precisos", reza. Pero la desolada foto en blanco y negro de la candidata, sin maquillar, podría hacer pensar a los turistas que visitan el Algarve que se trata del mensaje de una asociación de apoyo a la tercera edad o de prevención del suicidio.»

.
.
Até extramuros certos cartazes das nossas campanhas políticas têm sucesso. Senão, e acerca deste, veja-se o comentário que o acompanha de Jordi Joan, que pode ver confirmado num seu post, no final do respectivo quarto parágrafo.

.
.

SCHIU!...

.

please, do not disturb


.
.
.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

«WE CHOOSE THE MOON»

.

distintivo da Missão

.

É interessante este filme comemorativo dos 40 anos da primeira alunagem dum ser humano.
Trata-se de um documento com origem na Biblioteca e Museu Presidencial John F Kennedy.
Vale a pena ver todos os passos, ou fases (stages) da Missão até ao final, quando, em 20.07.1969, Neil Armstrong e Edwin Aldrin, respectivamente Comandante da Missão e do módulo lunar e Piloto do módulo, alunaram no Mar da Tranquilidade do nosso satélite. E, enquanto isso, Michael Collins, Piloto do módulo de comando, esperava, numa órbita 100 Km acima.

Muito interessante, na verdade.

Veja, pois…

.

domingo, 23 de agosto de 2009



QUANDO É QUE COMEÇA O CAMPEONATO?



.
.


Valham-me S. Vicente e o beato D. Frei Bartolomeu dos Mártires
.
.
Defrontaram-se, ontem, os dois Sportings da 1ª Liga e ganhou o que se equipa de vermelho, que tinha Paciência do seu dado, o que acontece, como desta vez, até aos Sábados, e não apenas aos Domingos.
O leão, pouco tranquilo, não resistiu ao visitante de Braga.
E baqueou. Por 2-1.

Não há
tranquilidade que valha quando do outro lado está uma equipa com ganas de vencer!

Sportinguista sofre…



.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

«SOB O NOME DE DEUS»

.
a Bíblia, de Gutenberg
.
Consta que há alguns anos atrás, não muitos (creio que já neste séc XXI, não no séc XI), uma célebre animadora de rádio dos EUA afirmou que a homossexualidade era uma perversão: «É o que diz a Bíblia no livro do Levítico, capítulo 18, versículo 22:
"Tu não te deitarás com um homem como te deitarias com uma mulher: seria uma abominação". A Bíblia refere assim a questão. Ponto final» - afirmou ela, peremptória, cheia de si.
.
Alguns dias mais tarde, um ouvinte dirigiu-lhe uma carta aberta que dizia:
.
«Obrigado por colocar tanto fervor na educação das pessoas pela Lei de Deus. Aprendo muito ouvindo o seu programa e procuro que as pessoas à minha volta a escutem também. No entanto, eu preciso de alguns conselhos quanto a outras leis bíblicas. Por exemplo, eu gostaria de vender a minha filha como serva, tal como nos é indicado no Livro do Êxodo, capítulo 21, versículo 7.
Na sua opinião, qual seria o melhor preço?
.
O Levítico, também, no capítulo 25, versículo 44, ensina que posso possuir escravos, homens ou mulheres, na condição que eles sejam comprados em nações vizinhas. Um amigo meu afirma que isto é aplicável aos mexicanos, mas não aos canadianos. Poderia a senhora esclarecer-me sobre este ponto? Por que é que eu não posso possuir escravos canadianos?
.
Tenho um vizinho que trabalha ao sábado. O Livro do Êxodo, capítulo 25, versículo 2, diz claramente que ele deve ser condenado à morte. Sou obrigado a matá-lo eu mesmo? Poderia a senhora sossegar-me de alguma forma neste tipo de situação constrangedora?
.
Outra coisa: o Levítico, capítulo 21, versículo 18, diz que não podemos aproximar-nos do altar de Deus se tivermos problemas de visão. Eu preciso de óculos para ler. A minha acuidade visual teria de ser de 100%? Seria possível rever esta exigência no sentido de baixarem o limite?
.
Um último conselho. O meu tio não respeita o que diz o Levítico, capítulo 19, versículo 19, plantando dois tipos de culturas diferentes no mesmo campo, da mesma forma que a sua esposa usa roupas feitas de diferentes tecidos: algodão e polyester. Além disso, ele passa os seus dias a maldizer e a blasfemar. Será necessário ir até ao fim do processo embaraçoso que é reunir todos os habitantes da aldeia para lapidar o meu tio e a minha tia, como prescrito no Levítico, capítulo 24, versículos 10 a 16? Não se poderia antes queimá-los vivos após uma simples reunião familiar privada, como se faz com aqueles que dormem com parentes próximos, tal como aparece indicado no livro sagrado, capítulo 20, versículo 14?
.
Confio plenamente na sua ajuda.»

.
.
Interessantes. A carta aberta e a questão que a despoletou.
As respostas dadas às questões colocadas na carta aberta são hoje meridianamente pacíficas. Mas valem, quanto à fundamentação, o mesmo que a questão (igualmente) polémica colocada pela ultra-conservadora e homofóbica animadora de rádio.
.
Em determinadas matérias – preconceitos culturais (ainda) muito arreigados - a inteligência impede, quantas vezes, algumas pessoas de tomarem opções e acções de um primário e obtuso radicalismo conservador... Nesses casos, valha ao menos a inteligência, se o teimoso preconceito não tiver ainda sido completamente erradicado.

.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

A NOTÁVEL ARTE REALIZADA COM LIXO!

.
Uma vez mais se constata que a criatividade não tem quaisquer limites. Todos os dias somos surpreendidos com a sua revelação através das mais impensáveis formas por que se revela a arte.

O trabalho de Tim Noble e Sue Webster, por exemplo, é, no mínimo, invulgar.
Quem diria que juntando uma pilha de objectos reduzidos a lixo, de uma forma aparentemente aleatória, se conseguiriam resultados incríveis só através da sua iluminação com um foco?

É que a disposição desse amontoado de lixo e desperdício só aparentemente é aleatória… Como só na aparência o foco é colocado ao acaso.
No meio dessa amálgama, disposta com particular conhecimento e habilidade por Sue e por Tim, estão escondidas formas inimagináveis que se revelam em formas de sombras quando projectadas pelo tal foco numa parede ou numa superfície do género.

.

.
.
.
.
.
.
É, de facto, notável o trabalho artístico destes dois autores.
Tim Noble e Sue Webster trabalham em Londres, tendo o seu trabalho já sido integrado em exposições de Arte Contemporânea da Royal Academy.
.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

TRÁFEGO AÉREO

.

O tempo deste vídeo é de 1min e 12seg e representa o tráfego aéreo de um dia inteiro, as 24 horas de viagens de avião, quer internas quer intercontinentais.

Esta projecção obedece, claro, a critérios predefinidos: assim, cada segundo de filme representa, aproximadamente, 20 minutos reais. E cada pontinho amarelo é um voo com pelo menos 200 passageiros.
Além disso, note que os voos dos EUA para a Europa partem, principalmente, à noite, e regressam de dia, o que a simulação deixa ver claramente.
Por outro lado, pela imagem que o sol imprime no globo, pode-se dizer que é verão no hemisfério norte. E repare-se que nos pólos norte e sul, não se observa a variação solar. Até neste pormenor a simulação é perfeita.

Atente-se, finalmente, na extraordinária intensidade de tráfego, durante o dia, na América do Norte, na Europa e no Extremo Oriente, como a projecção revela.
É um formigueiro impressionante.
Talvez, até, um pouco assustador…
Mas a verdade é que o rigoroso cumprimento das regras deste tráfego e o seu permanente controlo permitem a conclusão, generalizadamente aceite e que as estatísticas confirmam, de que se trata de um meio de transporte, além de mais rápido, dos mais seguros, principalmente se comparado com o rodoviário, que é o mais generalizadamente utilizado.

.

video

.

terça-feira, 18 de agosto de 2009


A BOA PRESTAÇÃO

NÃO CHEGOU PARA

TRANQUILIZAR…

.

o leão rugiu mas ainda não assustou


Pelo que me foi dado observar durante os 40 minutos a que assisti ao jogo entre o Sporting e a Fiorentina (vi os dois golos do Sporting e o balde de água gelada do Fiorentina), para a liga dos campeões, pela TV, confirmo a opinião dos experts: o esforço não foi suficiente. Pedimos mais, para apurar a forma… Ainda há muito trabalho a realizar nesse sentido.
.

imagem José Manuel Ribeiro/Reuters/Público (créditos)
jogo viril, mas que deixou o adversário mais confiante




.

PROFESSORES: UM IMPRESCINDÍVEL PILAR DA EDUCAÇÃO

.
.
in illo tempore os professores eram, pelo menos, respeitados

.
.
Em todas as profissões e actividades há elementos válidos, responsáveis, exemplares e dignos do maior respeito como da mais elevada consideração. Como há alguns que não abonam muito a classe.

A maioria, felizmente, de qualquer maneira, merece todo o apreço e consideração.

Donde o perigo de certas generalizações que por vezes algumas pessoas são tentadas a fazer. E, mais grave ainda, certas pessoas com particulares responsabilidades.

Terminado o ano lectivo, findou, também, a legislatura.

Uma das marcas deste ciclo foi a guerra aberta dos responsáveis da governação pela área da Educação contra os professores. Generalizadamente por eles referidos em termos bem pouco lisonjeiros. E injustamente, como todos sentimos, no que respeita à grande maioria desses profissionais.

Veja-se, pois, uma súmula do “elevado apreço” e da “elevada estima” que a respectiva equipa governamental manifestou por essa classe (esteio fundamental de qualquer projecto de educação em qualquer país):.

.


.
.

Parece evidente a justa revolta sentida por toda essa classe.

.


.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

'SILLY SEASON' DOMÉSTICA

.

.
«A crise bate forte e os políticos vêem-se forçados a poupar nas férias, trocando o hotel ou o aldeamento turístico pelo parque de campismo. As situações multiplicam-se: enquanto Louçã e Bernardino Soares fazem um churrasco com Manuel Pinho, a ministra da saúde vacina Mário Lino, e Oliveira e Costa espreita para fora das grades da sua roulotte. É o cartoon de António Martins, que já é um clássico do Verão. ©Ilustração António Martins»

.
É a edição doméstica da silly season da política. Para além dos acima mencionados, muitas outras figuras políticas são reconhecíveis na imagem, desde Vítor Constâncio, a Vital Moreira, de Luís Fazenda a Ruben Carvalho, a Helena Roseta, a António Costa, a Sá Fernandes e a Santana Lopes.
De Pinto Monteiro a Cândida Almeida e a Maria José Morgado; de Manuela Ferreira Leite a Paulo Rangel, e ainda a Nuno Melo e Paulo Portas. De Alberto Martins a Maria de Lurdes Rodrigues, a Teixeira dos Santos, a António Campos e Ana Jorge, a Alberto Costa, a Rui Pereira e a Augusto Santos Silva.
De Cavaco e sua “esposa”, Maria, a Dias Loureiro e Arlindo Cunha.
E outros.
.
.
.
.

(Créditos a António Martins)

.
.

domingo, 16 de agosto de 2009

.





BOLA AO CENTRO

.


já uma criatura não pode bater uma soneca!...

.
Os leões empataram, ontem, a uma bola, no Estádio da Madeira, com dois golos de João Aurélio, jogador da equipa anfitriã, o Nacional, na primeira jornada do campeonato…

Para quem aspira a liderar a prova e ser campeão na presente época, parece pouco…

Eu sei que sportinguista nasceu para sofrer… Mas caramba! Vamos lá a mexer essas pernas e a marcar golos!
.
.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

DOENÇA DO NEMÁTODO DA MADEIRA

.

Photobucket


um "cubano" do contnente "espiando"...

Photobucket
... o nemátodo da madeira
.
Do nemátodo da madeira existe uma espécie comum cujo nome científico é bursaphelenchus xylophilus. Mas o verme microscópio que um cubano do contnente aqui observa é um nemátodo de rara espécie que os cientistas baptizaram de bardamerdenchus mughabe psychopata lerdoque.

.
.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

AUNG SAN SUU KYI, O ROSTO DE UMA DESVENTURA

.




.
Como todas as ditaduras, o Myanmar (nome que a Birmânia passou a ter desde o golpe militar de 1988) não assume a que o governa. E o cúmulo do cinismo, em tais regimes, são certas designações que utilizam, como acontece com o órgão a que preside o seu supremo ditador, general Than Shwe: Conselho de Estado para a Paz e o Desenvolvimento.

Que se trata de um Conselho para a Paz e o Desenvolvimento revelam-no a história recente do país: basta lembrar a sua atitude de recusa de auxílio mundialmente oferecido, aquando do devastador ciclone do ano passado que vitimou mortalmente 140 mil pessoas e deixou milhões delas privadas de tudo! Como se poderá aquilatar do objectivo de tal conselho com a brutal repressão que exerceu sobre os monges que em 2007 se organizaram numa acção pacífica de protesto contra a tirania de tal regime. Como se pode ajuizar do regime de terror e de trabalhos forçados com que dominam e calam os seus concidadãos.

.
.
..
.
.
.

.

.

.

.

..........Aung San Suu Kyi, a bandeira da liberdade do Myanmar (Birmânia)

Dele, do presidente do Conselho para a Paz e Desenvolvimento, se pode avaliar, ainda, tão meritórios objectivos se lembrarmos que tem usado de todos os estratagemas para “calar” a voz de protesto do rosto mais visível de um povo sofredor mas indignado com a privação de liberdade, como é a Nobel da Paz de 1991, Aung San Suu Kyi (1945), ontem condenada a mais uma pena de prisão, forma de a manter afastada do ambicionado processo de democratização do seu país. Sempre, e agora de novo, sob os mais irrisórios e inadmissíveis pretextos. A cena patética e a farsa grotesca que foi (mais) este julgamento de Suu Kyi, minuciosamente desmontado por todos os media, são bem a expressão do desnorteamento de que começam a estar possuídos os carrascos deste oprimido povo.

Bravo, Suu Kyi!

Força, Aung San Suu Kyi!

.

.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

OS POLÍTICOS E A EXIGÊNCIA DO SERVIÇO PÚBLICO

.
.
«Se os nossos parlamentares tivessem a independência dos congressistas americanos, Cavaco Silva nunca teria sido presidente, Sócrates primeiro-ministro, Dias Loureiro Conselheiro de Estado, Lopes da Mota representante de Portugal ou Alberto Costa ministro da Justiça. O impiedoso exame de comportamentos, curricula e carácter teria posto um fim às respectivas carreiras públicas antes delas poderem causar danos» - destaco da penúltima crónica de Mário Crespo (loc cit).

Para quem nem sempre está de acordo com Mário Crespo, considerar, em dois dias seguidos, duas crónicas suas como exemplares e dignas de especiais registo e relevo… É significativo!

Mas a verdade é que o conservador confesso, que é Mário Crespo, mostra um espírito de abertura e compreensão, dignos de apreço, por tais matérias, como as referidas, que respeitam a uma democracia avançada.
Não é, realmente, um conservador qualquer que é capaz de escrever um artigo destes! Desde logo porque democracia não é “religião” que empolgue o fervor de um conservador. Isto tendo em conta o nosso atávico conservantismo doméstico, porque é desse que falo.

Depois, independência de parlamentares ou espírito crítico de políticos não fazem bem o género dos mesmos conservadores.

Daí que eu aconselhe a leitura da excelente e oportuna crónica do mencionado jornalista, também no Apostila, com o título:
DIFERENÇAS.
.

.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

TODA A IRONIA E MÁXIMA INCOERÊNCIA

.
o 'homo sapiens' baralhado

.

A IRONIA NO SEU MÁXIMO
.
.
A COERÊNCIA NO SEU MÍNIMO
.
.
2000 pessoas (DUAS MIL), no mundo, contraem a gripe “A”
e toda a gente quer usar máscara.
25 milhões (VINTE E CINCO MILHÕES) de pessoas, no mundo, têm SIDA
e ninguém quer usar preservativo...


.
(Recebida por mail do Gerson D. através do Rui L.
Mensagem em que introduzi mínimas alterações, mas mantendo-lhe o sentido)

.

A TÃO CARACTERISTICAMENTE LUSA ÍNDOLE

.
Não é santo da minha inteira devoção. O que nem admira, pois somos (confessadamente) a antítese um do outro, no mais recôndito de nós mesmos.
Verdade que, como qualquer idoso, sobretudo, tenho a minha dose de conservadorismo. (E qual será o idoso que não tem essa ponta de conservador? Não esquecendo, para mais – sublinhe-se – que o conservadorismo não é um conceito unívoco…!)

Bom, mas acho Mário Crespo, no entanto, um jornalista sério e preocupado com a verdade objectiva. E aprecio, na generalidade, as suas crónicas: revela conhecimento aprofundado das matérias que aborda e desenvolve uma prosa, formalmente, agradável.

Desta vez, a sua lupa virou-se para a tão lusa característica do “chic’espertismo”… Neste caso, em que um convencido laparoto, ultrapassando todas as regras da decência e da ética, pretende fazer de todos nós uns débeis mentais.

E Mário Crespo zurze, impiedoso e firme, a criatura. A criatura e a instituição em que se inscreve e à qual pretende impor critérios e conceitos que só gente da sua igualha aceita. E misturados com estes (pouco ou nada escrupulosos), leva a reboque outros que, em princípio, são tidos em outra conta. Mas que se deixam manchar, por inadvertida ou calculada circunstância, pelo idiota jogo daquela torpe estultícia…

A crónica, ainda esta, é bem o espelho desta época. E é de hoje mesmo, do espaço de opinião do JN, donde a transcrevo para o Apostila. Intitula-se Os Comediantes.
Comédia triste, mas de que o seu protagonista se ufana!

São tantos, eles, OS COMEDIANTES


.

sábado, 8 de agosto de 2009

O SENHOR HUMOR

.
.
Raul Solnado numa foto do CNC/Centro Nacional de Cultura
.

A notícia caiu hoje nas redacções, julgo que de forma não indiferente para ninguém: morreu Raul Solnado.

Raul Augusto Almeida Solnado (1929-2009), que na história do teatro e do humor ficará gravado a letras de ouro como, apenas, Raul Solnado, não foi, de facto, mais um actor nem mais um humorista que constará das suas páginas. Será, sim, um dos raros de quem se poderá dizer que foi O Actor, O Humorista. Com mérito absoluto e nota máxima.

O seu apogeu terá sido atingido, creio, quando, com Carlos Cruz e Fialho Gouveia criaram o ZIP-ZIP – o fogo brando da censura possível que a muito custo a ditadura salazarista, agora tendo como seu timoneiro Marcelo Caetano, suportou de Maio a Dezembro de 1969. E neste, o sensacional e impagável Fritz que ele encarnou de forma notável e delirante.
.
.
Gravadas em disco ou em vídeo ficaram, também, entre outras, as estórias hilariantes por ele interpretadas da “Guerra de 1908” e de “A História da Minha Vida”. Ou o seu Agradecimento do Aumento de Salário a Salazar – todos disponíveis no YouTube.

Solnado nunca precisou de utilizar o humor rasteiro, grosso e frívolo, ao nível da sargeta (que viria a tornar-se regra para outro candidato a humorista), para nos deliciar e para ganhar projecção.
De Solnado, muitas vezes, apenas a mímica e o gesto eram suficientes para nos fazer esquecer a sisudez da vida que nos era imposta.

Outra intervenção dele de boa memória foi no concurso de elevado nível A Vaca Cornélia.

Recordo-me dum episódio pitoresco seu (só não estou certo quanto à data e ao outro figurante, que foi Ramalho Eanes ou Mário Soares) em que ele, participante na respectiva campanha presidencial, fez um pacto com o candidato: nem este contaria anedotas nem ele falaria de política.

.
Solnado era, acima de tudo, um homem bom. E simples.
E é, inegavelmente, um marco inesquecível no nosso panorama cultural.
.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

LOCKHEED P 791

.
.
o Lockheed P 791
(talvez o maior desafio até hoje feito pelo homem à lei da gravidade)

.

Os avanços tecnológicos não param de nos surpreender.
O P-791 da Lockheed Martin é uma aeronave híbrida – um misto de avião e dirigível. Aliás, o formato dele lembra logo um balão dirigível, ou zepelim. Melhor: lembra dois num só, o que lhe dá um ar de aeronave a poder ser confundida com um OVNI.

Digamos que é um zepelim reestilizado.

Trata-se de um conceito que remonta a muitas décadas, mas que só agora está sendo experimentado a uma escala significativa.

O primeiro voo do P-791 foi realizado em 31 de Janeiro de 2008, no aeroporto Palmdale Air Force Plant 42, na Califórnia. O voo tripulado durou cerca de cinco minutos. A aeronave deu uma volta em torno do aeroporto e o voo foi bem sucedido.
O P-791 não faz parte de nenhuma encomenda governamental, mas sim de um projecto de investigação e desenvolvimento independente realizado pela empresa Skunk Works.
A "nave" foi comandada pelo piloto de testes Eric P. Hansen.


Não me parece que, num momento em que a crise aguda que vivemos também se reflecte na aviação comercial (temos assistido ao desaparecimento de grandes e renomadas companhias aéreas), se caminhe em direcção a este tipo mastodôntico, conquanto revolucionário, de transporte.

Mas acredito que seja uma aposta a ter em conta num futuro talvez não muito distante


Curioso é que o P-791 é uma reminiscência dos dirigíveis que cruzavam os ares e os oceanos na década de 20 do século passado.

Recordemos, então, sumariamente, essas máquinas gigantes.


O Zepelim foi um dirigível rígido inventado pelo conde Ferdinand Von Zeppelin na Alemanha.

De formato alongado característico (chamavam-lhe “charuto”),

foi muito utilizado para travessias transatlânticas com passageiros na década de 1930.
Projecto delineado em 1874, foi patenteado em 1895.
Houve vários modelos.
.

..

o Graf Zeppelin (LZ 127) sobrevoando a Baía de Guanabara em 25.05.1930
(Foto do livro 100 Anos de República, vol. III, 1989, Ed. Nova Cultural, São Paulo, apud Wikipédia)


.
Um deles foi o Graf Zeppelin (LZ 127), fabricado pela Luftschiffbau-Zeppelin GmbH,
na Alemanha.
O seu primeiro voo aconteceu em 1928, ligando Frankfurt a Nova York, e durou 112 horas.
Em 29 de Agosto de 1929, comandado por Hugo Eckener, completou o primeiro voo à volta da Terra,
epopeia que durou 21 dias e durante os quais percorreu 34.600 km.
Tinha 213 m de comprimento, 5 motores, transportava 20 passageiros e cerca de 45 tripulantes.
Quem observasse, de fora, a silhueta elegante e inconfundível do Graf Zeppelin,
não imaginava o conforto que a nave proporcionava aos passageiros:
tinha casas de banho, sala de jantar e estar, cozinha, e salas de rádio e navegação.
O Graf Zeppelin, contava ainda com 10 camarotes, com dois beliches cada um, que confirmavam a fama de "hotel voador".
Claro que não era permitido fumar a bordo.
Nenhum acidente foi registrado com o LZ 127 Graf Zeppelin em cerca de uma década de operação.
Mas após a tragédia com o LZ 129 Hindenburg (abaixo referida),
ele foi desmantelado em 1940, juntamente com o LZ 130 Graf Zeppelin II (que nunca chegou a operar),
e suas estruturas foram utilizadas para a confecção de material bélico na Segunda Guerra Mundial.
.

o Hindenburg (LZ 129), foto de 25 de Janeiro de 1936 (Repare-se na bandeira da nave)

.
Outro modelo de dirigível já aludido foi o LZ 129 Hindenburg,
construído pela mesma empresa alemã atrás mencionada.
Tinha 245 metros de comprimento e era sustentado no ar por 200 mil metros cúbicos de hidrogénio.
Foi o maior dirigível da história até 1937 e, partindo de Hamburgo,
cruzou o Atlântico a 110 km/h.
Na noite de 6 de Maio de 1937, o gigantesco dirigível Hindenburg
preparava-se para “aterrar” na base de Lakehurst, em Nova Jersey, nos Estados Unidos,
com 97 ocupantes a bordo,
sendo 36 passageiros e 61 tripulantes, vindos da Alemanha,
mas durante as manobras de “aterragem” incendiou-se
e o saldo foi de 13 passageiros e 22 tripulantes mortos
e um técnico no solo,
no total de 36 pessoas.

(fonte deste parêntesis: Wikipédia)
.
Claro que dessas máquinas o P-791 apenas manterá a forma. A sua sustentação e a sua deslocação obedecem, hoje, a processos completamente diferentes dos utilizados nos dirigíveis daqueles idos.
Se o projecto for para avançar com a sua concretização, pensando no luxo que eram os seus antepassados este deverá constituir um super-hotel de * * * * * * * deslizante na atmosfera…

Ora veja, então, o voo experimental do P-791:


.
(Fonte: Aviation Week apud Aviation News)
.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

CRISE?!...

.
.
.

O nosso barman tem toda a razão: que terrível crise!...
E o mais dramático é que não poupa ninguém!

.

LEÃO ENVERGONHADO

.
.


.
Os leões, por obra e graça do adversário, empataram (1-1), com dois golos do Twente, escapando por um triz à eliminação da Liga dos Campeões.
Foi já no período de descontos (94’) que, na sequência da marcação de um canto contra os anfitriões, o golo da sossega nasceu da cabeça do guarda-redes do Sporting, Rui Patrício, que viera até à área do Twente para “dar uma mãozinha”, a que um adversário deu uma preciosa ajuda para a sua concretização…

Continuamos mal, Paulo Tranquilidade Bento!
Assim, não, rapazes!



.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

O NOSSO PRIMEIRO E A SABEDORIA POPULAR

.
A espada de Dâmocles, na pintura de Richard Westall, de 1812

(Sócrates nunca se terá apercebido, nem no fim do banquete,
de que, estando no lugar de Dâmocles, temporariamente cedido por Dionísio,
tinha sobre ele a célebre espada suspensa por uma crina de cavalo!)
.
“Está para nascer um primeiro-ministro que faça melhor (no défice) do que eu.”

É evidente que só por naturalíssima (de todos conhecida) modéstia o nosso primeiro restringe a sua maior e melhor eficiência e performance ao défice…

Tão peremptório statement comprova, de novo, a suprema verdade traduzida nas conhecidas máximas:

Presunção e água benta…
Arrota, pelintra…
Elogio em boca própria…

Não é por snobeira ou pretenciosa facúndia que se utiliza, ali, statement. A verdade é que o conceito suportado pelo vocábulo inglês é mais abrangente do que o nosso pobre termo afirmação, além de que quadra melhor com a universal projecção do visado. (Uma constatação de que o nosso chefe do governo é uma figura mundialmente conhecida tem um óptimo indicador aqui na nossa vizinha Espanha: 1,2 por cento de nuestros hermanos sabe quem é J. Sócrates!... Tantos!!!).

E já agora, a propósito da modesta declaração do nosso primeiro, ver este bartoon de SB 25 do corrente mês:

Público/ Bartoon (o conhecido cartoon diário em banda, em sede de Opinião) de Luís Afonso


.

NOVIDADES NA PÁGINA DE ABERTURA DO FLASH

.
Há tempo (já bastante) deixei aí um link para um site que nos informa, a cada momento (baseado em dados que se supõem fiáveis), sobre a actual evolução da população mundial (nascimentos e óbitos, com destaque para os países mais populosos), acerca do ambiente e dos recursos naturais, sobre energia, sobre as várias doenças que nos afligem e até sobre a evolução do crime nos EU. Além de outros mais.
Chamei-lhe:
A ESTA HORA, ASSIM VAI O MUNDO.

Um dia destes introduzi um outro link, que acho igualmente interessante já que, acerca de cada país do mundo, apresenta dados sobre a sua forma de governo, o nome da respectiva capital, o correspondente hino nacional (com som, evidentemente) e, por vezes, com uma ou duas páginas oficiais com informação variada.
Este tem o título:
DOS PAÍSES DO PLANETA.


Ambos se encontram bem visíveis, no topo da coluna da direita, por cima do planisfério da NeoEarth.

.

PRAGAS E OUTRAS DESGRAÇAS

.
Vários países do mundo foram ou são objecto de pragas infernais: ele foi a praga dos gafanhotos, ele é a da mosca tsé-tsé ou a das formigas. Até a das baratas. E outras mais.

A desgraça de Portugal, de há uns trinta e tal anos para cá, é a do bicho da madeira, para a qual os laboratórios não conseguiram, ainda, encontrar um meio de a combater eficazmente!


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

PANDEMIA



.

alguns grandes accionistas da indústria farmacêutica, por vezes, não estão isentos de responsabilidades


.
Assunto recebido por mail.
Veio, aliás, de uma meia dúzia de direcções. Mas o costumado cuidado que ponho neste tipo de mensagem levou-me a mantê-lo de quarentena, aconselhável, que é, tantas vezes, uma certa reserva a certas divulgações, na rede, que podem não primar pela verdade e pela isenção…

Ao recebê-lo porém, há dias, obliquamente, de uma entidade insuspeita e merecedora de respeito e credibilidade na área da saúde, mais exactamente da farmacêutica, não resisto a divulgá-lo.
Certo que me restam algumas dúvidas (pois é tanto o lixo, são tantas as aleivosas e injustas invectivas, são tantas as falsas autorias, quer de textos quer de actos!...), mas a “chancela” daquela responsável entidade sossegou-me, um pouco, quanto ao crédito que merece o tão divulgado mail, que passo a transcrever:
..
PANDEMIA… DO LUCRO

Que interesses económicos se movem por detrás da gripe porcina?
.
No mundo, em cada ano morrem milhões de pessoas vítimas da Malária que se podia prevenir com um simples mosquiteiro..
Os noticiários, disto nada falam!

.
.
No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarreia que se poderia evitar com um simples soro que custa 25 cêntimos.
.

Os noticiários disto nada falam!
.
.
Sarampo, pneumonia e enfermidades curáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas em cada ano.
.
Os noticiários disto nada falam!

.
.
Mas há uns anos, quando apareceu a famosa gripe das aves...
...os noticiários mundiais inundaram-se de noticias e repetidos alarmes:
uma epidemia, a mais perigosa de todas.
.
.
Uma pandemia! – dizia-se lançando o pânico.
.
.
Só se falava da terrífica enfermidade das aves.
.
.
Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos...25 mortos por ano…
Enquanto a gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo.
.
Meio milhão contra 25.

.
.
.

Ah! Mas, um momento. Então, porque se armou tanto escândalo com a gripe das aves?

Porque atrás desses frangos havia um "galo", um galo de crista grande:
a farmacêutica transnacional Roche com o seu famoso Tamiflú vendeu milhões de doses aos países asiáticos.
Ainda que o Tamiflú seja “de duvidosa eficácia”, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população.
Com a gripe das aves, também a Roche, uma das 4 maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais (é também desta empresa um antivírus denominado Relenza) obteve milhões de dólares de lucro..
Seja:
Antes com os frangos e agora com os porcos. Sim, que há pouco começou a psicose da gripe porcina. E todos os noticiários do mundo só falam disso...

.
Já não se fala da crise económica nem dos torturados em Guantánamo...… entretém-se o cidadão eleitor com a gripe porcina, a gripe dos porcos...
.
.
Naturalmente que qualquer de nós se interroga: se atrás dos frangos havia um "galo"... ¿ atrás dos porcos... não haverá um "grande porco"?

A empresa norte-americana Gilead Sciences (outro grande nome da indústria farmacêutica) tem a patente do Tamiflú. E o principal accionista desta empresa é nada menos que uma personagem sinistra, Donald Rumsfeld, secretario da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque...

Os accionistas das farmacêuticas Roche e Gilead Sciences estão esfregando as mãos, felizes com as suas vendas novamente milionárias com os duvidosos Tamiflú e Relenza.Está visto que a verdadeira pandemia é a do lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.

Não vamos negar as necessárias medidas de precaução que estão a ser tomadas pelos países.
Mas se a gripe porcina é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação; se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?
.
.
Prescindir das patentes da Gilead Sciences e da Roche e distribuir medicamentos genéricos gratuitos a todos os países, especialmente os pobres – essa, seguramente, seria a melhor solução.
.
.
.
E não falo, já, da desassombrada e preocupante declaração do Dr Horowitz que corre em vídeo acerca destes e mais aterradores crimes que alegada e inacreditavelmente se praticam nesta mesma área por (insuspeitáveis?) personalidades de grande destaque do mundo da política internacional…
Falta-nos, aqui, também, o cruzamento com informação avalizada proveniente de fontes que sejam, mais seguramente, fidedignas.

A verdade é que a mente perversa, aliada à sede de lucro, de certas criaturas, tornam o planeta, cada vez mais, num mundo cão. Onde eles próprios, sós, não podem subsistir (coisa que aquela cegueira os não deixa ver). Mesmo que a loucura os empurre a serem predadores desapiedados uns dos outros.

.
(introduzi ligeiras alterações ao texto do mail recebido: umas por manifestas imprecisões, outras para tentar dar-lhe uma redacção mais escorreita e inteligível)


.
 

Web Site Counter
Free Dating Services

/* ---( footer )--- */